Democracia e Internet: Pensando a Limitação do Poder na Sociedade da Informação / Democracy and Internet: Thinking the Limitation of Power in the Informational Society

Priscila Zilli Serraglio, Neuro José Zambam

Resumo


Resumo: Este artigo avalia as novas Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC), especialmente a internet, como mecanismos efetivos de limitação do poder em tempos democráticos. As TIC, quando visualizadas no seu sentido de expandir a comunicação e o acesso à informação, permitem que cidadãos mais críticos controlem e pressionem o poder público, assegurando uma governança mais justa e transparente, pelo que, a internet, face às inúmeras possibilidades de fiscalização social que oferece, pode ser um mecanismo efetivo de controle da força estatal. Tal análise se utiliza do método dedutivo e das seguintes técnicas: pesquisa bibliográfica, referente, fichamento, categoria, e conceito operacional.

 

Abstract: This article assesses the new Informational and Communicational Technologies (ICT), especially the Internet, as effective mechanisms for the limitation of power in democratic times. The new ICT, when comprehended as a means of expanding communication and access to information, enables citizens who are more critical to control and pressure the government, ensuring a more just and transparent governance, from which, the internet, given the numerous possibilities of social surveillance it offers, can be an effective mechanism of controlling the power of State. This analysis utilizes the deductive method and the following techniques: bibliographical research, referent, book report, category, and operational concept.


Palavras-chave


Democracia; Novas tecnologias da informação e comunicação; Internet; Poder; Governança / Democracy; New informational and communicational technologies; Internet; Power; Governance

Referências


BOBBIO, Norberto. A era dos direitos. Nova.ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

______. Estado, Governo e Sociedade. Para uma teoria geral da política. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997.

______. O Futuro da Democracia. Uma defesa das regras do jogo. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1986.

BOBBIO, N.; MATTEUCCI, N.; PASQUINO, G. Dicionário de Política. v.1. Tradução: Carmen C., Varriale et al. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1998.

CALEGARI, Cassiano; SERRAGLIO, Priscila Zilli. Terrorcracia e hacktivismo: o que a guerra ao terror e a primavera árabe nos ensinaram sobre democracia. Disponível em: . Acesso em: 12 jun. 2015.

CELLA, J.R.G. Governo dos homens ou governo das leis? Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2015.

DAHL, Robert. A democracia e seus críticos. São Paulo: Martins Fontes, 2012.

GALINDO AYUDA, Fernando. Democracia, internet y gobernanza: una concreción. In: Sequência (Florianópolis), Florianópolis, n. 65, dez. 2012. Disponível em: . Acesso em: 15 jun. 2015.

HOBBES, Thomas. Leviatã. São Paulo: Martins Fontes, 2008.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. Traduzido por Carlos Irineu da Costa. São Paulo: Ed. 34, 1999.

______. Ciberdemocracia. Lisboa: Instituto Piaget, 2002.

MAQUIAVEL, Nicolau. O príncipe. Porto Alegre: L&PM, 2007.

MOUFFE, Chantal. O regresso do político. Lisboa: Gradiva, 1996.

PIRES, C. A soberania possível no artifício estatal de Thomas Hobbes. In: Perspectiva Filosófica. Recife: Ed. Universitária, 2006.

RODEGHERI, Letícia Bodanese. Da democracia à ciberdemocracia: condições de (in)efetividade da participação popular na construção colaborativa do marco civil da internet. Dissertação de Mestrado, Santa Maria: UFSM, 2015. 245 p.

The Journal of Community Informatics. Special Issue: Community informatics and open government data, v. 8, n. 2, 2008, ISSN: 1712-4441. Disponível em: . Acesso em: 23 abr. 2015.

WALDRON, Jeremy. A dignidade da legislação. Tradução: Luiz Carlos Borges. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

WEBER, Max. Ciência e Política. Duas vocações. São Paulo: Cultrix, 1985.

______. Economia e Sociedade. v.1. Brasília: Universidade de Brasília, 1999.


Texto completo: PDF

DOI: 10.17808/des.49.468

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Direito, Estado e Sociedade

ISSN: 1516-6104