Constituição do sujeito e intersubjetividade: por um diálogo entre Habermas e Winnicott

João Pedro Chaves Valladares Pádua

Resumo


A questão da subjetividade – e da intersubjetividade, sua necessária correlata – é tema central – implícito ou explícito – nos mais variados debates envolvendo as ciências sociais e humanas, notadamente na filosofia política. No entanto, poucos são os autores que fazem a necessária aproximação entre a perspectiva filosófica e a psicanalítica, conquanto tenha sido esta a primeira a tomar o problema a sério. No presente artigo tenta-se contribuir para este necessário debate interdisciplinar, a partir da reconstrução racional do pensamento de Habermas e Winnicott, como representantes privilegiados da pragmática lingüístico-filosófica e da psicanálise, respectivamente.

Palavras-chave


subjetividade e intersubjetividade; filosofia; psicanálise; cultura; interação social; Habermas; Winnicott.

Texto completo: PDF

DOI: 10.17808/des.34.229

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Revista Direito, Estado e Sociedade

ISSN: 1516-6104