Os chamados da população para a polícia: a gestão policial do território em contextos de aproximação entre polícia e população, o caso do Ronda do Quarteirão / The calls for service made to the police: the police management of territory in contexts of approximation between police and population, the case of “Ronda do Quarteirão”

Wendell de Freitas Barbosa

Resumo


Resumo: As demandas realizadas à polícia pelos moradores no interior de uma área de operações do Programa de Policiamento Ronda do Quarteirão em Juazeiro do Norte, Ceará, configuram-se como um espaço propício para o detalhamento e análise acerca das práticas policiais. Nessa pesquisa, a chamada “Polícia da Boa Vizinhança” é problematizada como um tipo de policiamento que combina elementos do policiamento “tradicional” e “comunitário”. O trabalho busca compreender as relações entre policiais e moradores, no contexto da gestão dos conflitos e da criminalidade. Entre outras questões, discute-se a construção de um saber policial que classifica os moradores e atua com um poder policial seletivo, estigmatizando e traçando esquemas de dominação e poder. Através da metodologia qualitativa, usando técnicas como a observação participante e as entrevistas abertas, exploramos esse campo de estudo.

 

Abstract: The calls for service made to the police by the citizens of an area patrolled by the public safety program “Ronda do Quarteirão” in Juazeiro do Norte, Ceará, Brazil, provide elements that are conducive to detailing and analyzing police practices. In this research, the so-called “Good Neighbor Police” is problematized as a type of policing that combines elements of “traditional” and “community” policing. The paper seeks to understand the relationship between police and citizens in the context of social conflicts and crime management. Among other issues, this paper discusses the construction of a police-knowledge that classifies the residents and acts with a selective police power, stigmatizing and outlining schemes of domination and power. Through qualitative methodology, using techniques such as participant observation and open interviews, we explore this field of study.


Palavras-chave


Práticas policiais; Policiamento; Conflito; Poder / Police practices; Policing; Conflict; Power.

Referências


BARREIRA, César. Em nome da lei e da ordem: a propósito da política de segurança pública. São Paulo em Perspectiva, [s.l.], v. 18, n. 1, p.77-86, mar. 2004.

______. Cotidiano Despedaçado: Cenas de uma violência difusa. São Paulo: Pontes, 2008.

BAUMAN, Zygmunt. Confiança e medo na cidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

BAYLE, David H.; SKOLNICK, Jerome. Policiamento Comunitário. São Paulo: Edusp, 2002.

BECKER, Howard. Métodos de Pesquisa em Ciências Sociais. São Paulo: Hucitec, 1994.

BENGOCHEA, Jorge Luiz Paz et al. A transição de uma polícia de controle para uma polícia cidadã. São Paulo em Perspectiva, [s.l.], v. 18, n. 1, p.119-131, mar. 2004.

BOURDIEU, Pierre. Razões práticas: sobre a teoria da ação. São Paulo: Papirus, 1996.

______. A miséria do mundo. Petrópolis: Vozes, 2003.

______; CHAMBOREDON, Jean-claude; PASSERON, Jean-claude. A profissão de sociólogo: preliminares epistemológicas. 3. ed. Petrópolis: Vozes, 1999.

BRASIL, Maria Glaucíria Mota. As crises na segurança pública: Mudanças e Permanências. Políticas Públicas e Sociedade, Fortaleza - Ce, v. 6, n. 1, p.89-106, Jan. 2003.

______.; ABREU, Domingos. Uma experiência de integração das polícias civil e militar: os Distritos-Modelo em Fortaleza. Sociologias, Porto Alegre , n. 8, p. 318-355, Dez. 2002

CERQUEIRA, Carlos Nazareth. O futuro de uma ilusão: sonho de uma nova polícia – Rio de Janeiro: F. Bastos, 2001.

ELIAS, Norbert; SCOTSON, J. L. Os Estabelecidos e os Outsiders: sociologia das relações de poder a partir de uma pequena comunidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2000.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal, 1979.

______. Vigiar e punir: nascimento da prisão. Petrópolis: Vozes, 1987.

______. História da sexualidade I: a vontade de saber. Rio de Janeiro: Graal, 1993.

______. Em defesa da sociedade. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

FREITAS, G. J. MELLO, P. D. A.& ALMEIDA, R. O. Organizações Policiais em Revista. Campinas: Pontes, 2009.

FREITAS, J.F.G. Implantação do policiamento comunitário na cidade de Juazeiro do Norte através do programa “Ronda do Quarteirão”: possibilidade para redução dos índices de violência. Monografia, UNISUL, 2009.

GOFFMAN, Erving. Estigma: notas sobre a manipulação da identidade deteriorada. Rio de Janeiro: Guanabara, 1988.

MUNIZ, Jaqueline. A crise de identidade das polícias militares brasileiras: dilemas e paradoxos da formação educacional. Security and Defense Studies Review: Center for Hemisphrtic Studes. Washington, DC, v.1 Mai, p.22-25, 2001.

PINHEIRO, A. S., Polícia comunitária e cidadã – entre velhas e novas práticas policiais. Tese (doutorado em Sociologia) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2008.

______. A Polícia corrupta e violenta: os dilemas civilizatórios nas práticas policiais. Sociedade e Estado. Brasília, v.28, n. 2, agosto de 2013.

PINHEIRO, Paulo Sérgio. Polícia e crise política: o caso das polícias militares. In: PAOLI, Maria Célia et al. A violência brasileira. São Paulo: Brasiliense, 1982. P. 57-91.

RATTON, J. L.; BARROS, M. Polícia, Democracia e Sociedade. Rio de Janeiro: Lumens Juris, 2007.

SIMMEL, Georg. Questões fundamentais de sociologia: indivíduo e sociedade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2006.

______. A Metrópole e a vida mental. In: VELHO, Otávio(Org.) O fenômeno urbano. Rio de Janeiro: Guanabara, 1987. P. 11-25.

WEBER, Max. Economía y sociedad: esbozo de sociología comprensiva. Madrid: Fondo de Cultura Económica, 2002.

ZAVERUCHA, Jorge. Poder militar: entre o autoritarismo e a democracia. São Paulo em Perspectiva, [s.l.], v. 15, n. 4, p.76-83, dez. 2001.


Texto completo: PDF

DOI: 10.17808/des.51.756

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Direito, Estado e Sociedade

ISSN: 1516-6104